Cantor Wesley Safadão e sua esposa, Thyane Dantas, são indiciados pela Polícia Civil do Ceará

Além do casal, a produtora do cantor e outras seis pessoas também foram indiciadas.

Reprodução/Instagram

A Polícia Civil do Ceará indiciou, nesta quarta-feira (29), o cantor Wesley Safadão, sua esposa, Thyane Dantas, além de mais outras seis pessoas, devido a irregularidades durante a vacinação contra a Covid-19. O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) acolheu o inquérito.

Todos os indiciados deverão responder perante a Justiça estadual por crimes de infração de medida sanitária e peculato. De acordo com a polícia cearense, se condenados, as penas podem alcançar 13 anos de prisão. Além de Safadão e Thyane, a produtora do artista, Sabrina Tavares, também foi indiciada.

A cônjuge do forrozeiro teria furado a fila e recebido o imunizante no dia 8 de julho de 2021. Na ocasião da administração da vacina, Thyane tinha 30 anos de idade, enquanto o calendário municipal da campanha estipulava que apenas pessoas com 32 anos ou mais poderiam receber as doses disponíveis.

Já Wesley e Sabrina Tavares estavam com suas respectivas vacinas agendadas para o mesmo dia no Centro de Eventos do Ceará, porém, ambos se direcionaram a um posto de vacinação diferente, localizado em um shopping. Agora, os dois são investigados para apurar se foram se vacinar em outro local para escolher a vacina que iriam tomar.

De acordo com o inquérito policial, três servidores de dentro da Secretaria da Saúde do Município (SSM) de Fortaleza teriam facilitado a disponibilização da vacina para os três.

Ainda de acordo com a polícia, os servidores agiram por conta própria, sem o consentimento ou ao menos a ciência da SMS de Fortaleza. As investigações tiveram duração de dois meses e contou com o depoimento de 19 pessoas.