Nascimento empelicado é considerado raríssimo, segundo especialistas. Miguel nasceu saudável e já está em casa com sua família, em Vilhena (RO).


Foto: Arquivo pessoal


Em Vilhena , Rondônia , um bebê nasceu sem estourar a bolsa amniótica ,e o vídeo registrado viralizou nas redes sociais. As imagens mostram o momento em que o médico rompe a bolsa e o pequeno Miguel dá seu primeiro choro. Segundo especialistas, o nascimento empelicado é considerado raríssimo. 


Miguel é o primeiro filho de Andressa Nunes Rodrigues, de 18 anos, e do Vitor Ferreira de Andrade, de 20 anos. A mãe contou ao G1, que o nascimento do bebê emocionou a todos pela forma que aconteceu.


"Muitas mães foram ao meu médico pedir um parto como o meu, porque pensaram que é opcional, como se eu tivesse escolhido que nascesse assim, mas não foi. Realmente foi um presente de Deus. Toda a equipe médica vibrou muito com a gente pela oportunidade de passar por algo assim", disse Andressa.


"Foi uma experiência maravilhosa e indescritível, porque nós não esperávamos viver um momento tão mágico assim de ter um parto empelicado. A equipe médica ficou muito emocionada e filmou porque foi um momento único. Meu esposo ficou até paralisado sem saber o que dizer. Foi muito emocionante, nós choramos muito", contou.



A gravidez de Andressa não foi planejada, mas desde a infância, a jovem já tinha o sonho de ter um filho chamado Miguel. Quando descobriram que estavam grávidos, a mãe e o pai já tinham certeza do nome do bebê.


O parto de Miguel foi uma cesárea e aconteceu no dia 20 de novembro em um hospital particular de Vilhena (RO), cinco dias antes da data marcada pelo médico. Andressa contou que sonhou com o nascimento do filho na noite anterior ao parto e acordou com cólicas, que progrediram para contrações. Quando chegou ao médico, a jovem já estava em trabalho de parto.


"É como dizem, né? A gente ama antes de nascer, mas quando nasce, é indescritível o amor que a gente sente. Foi uma explosão de sentimentos tão grande quando escutei o primeiro chorinho. Ele trouxe luz não só para as nossas vidas, mas para muitas pessoas que assistiram o vídeo e se emocionaram conosco. Eu acredito que depois daquele dia, nem eu nem meu esposo somos os mesmos", falou.



Em uma postagem em uma rede social, Andressa descreveu o nascimento do filho como "a experiência mais linda que já presenciou".


"No dia 20/11/2021 nosso príncipe Miguel veio ao mundo, e como mais uma manifestação da graça e do amor de Deus por nós, veio da forma mais linda possível [...] Um verdadeiro manifestar de Deus, a coisa mais linda que eu já presenciei, e o melhor, na vida do meu filho!! [...] E você meu filho, seja muito bem vindo a sua família, eu e seu papai te amamos incondicionalmente!"


Veja o vídeo:




Após o parto, o médico que realizou a cesária explicou aos pais o que é o nascimento empelicado e não é possível prever quando acontece. Segundo a mãe, durante a conversa, o médico contou que ficou emocionado por ter presenciado o nascimento de Miguel, já que esse tipo de parto é considerado raríssimo no mundo da obstetrícia.


"O médico foi muito tocado na hora do parto. Depois que conversamos ele falou pra gente 'todos os bebês são benção, mas têm bebês que são estrelas e o Miguel é uma delas'. E nós ficamos mais felizes ainda por ouvir o depoimento de um profissional tão experiente falando para nós o quanto que Miguel teve um nascimento especial. Toda vez que a gente lembra, nosso coração quase explode de orgulho. Foi um momento mágico que eu nunca imaginei viver", disse.


E Miguel realmente nasceu estrela. O vídeo do nascimento do bebê foi divulgado em várias redes sociais e somam mais de 3,5 milhões de visualizações. A mãe contou que além da surpresa do parto, também foi surpreendida com a repercussão na internet.



"Eu postei o vídeo com texto realmente em agradecimento a Deus. E quando a gente viu o 'boom' que deu, nem acreditamos. Estava em todos os lugares, pessoas compartilhando em várias páginas. As pessoas estavam muito emocionadas com o milagre da vida e ver o momento tão especial para nós tocando outras pessoas significou mais ainda. Porque a gente sente que o mesmo o pequeno vídeo, de 9 segundos, fez a diferença na vida de pessoas", disse.


Nascimento empelicado

O nascimento empelicado pode acontecer em partos vaginais e cesáreos, com incidência de ocorrer uma vez a cada 80 mil. A criança que nasce nesta condição fica envolta pela bolsa amniótica que a protege e ajuda na alimentação durante as semanas da gestação. Sem risco para mãe ou para o bebê.

Situações assim são raras, uma vez que o saco gestacional estoura quando o bebê está prestes a nascer, inclusive em procedimentos como a cesárea. Após o parto, a bolsa é rompida pelo médico e a criança retirada. Não é possível prever quando esse evento pode ocorrer.